12 jun

Mesmo Nome, Outro Significado

A arte que conhecíamos está morta, e o culpado já foi encontrado


Hoje em dia as pessoas dizem muito que a arte está morta, e cada uma tem seus motivos, dentre falta de pintores, falta de interesse por velhos artistas, etc. Porém, estas pessoas nunca se perguntaram o seguinte: o que significa arte? A resposta que elas dariam com certeza não é a mesma que o avô delas daria e muito menos a mesma que seus netos darão, isto porque a arte nunca teve a mesma definição: o que arte significa para uma pessoa de 1500 e para uma pessoa de 2019 é completamente diferente. Há uma frase que diz “na natureza apenas uma coisa é constante e essa coisa é a mudança”.

Mas sim, a arte de fato está morrendo, e assim como a natureza, ela morre para nascer de novo, diferente. Um bom exemplo disso são as renomadas academias de arte europeias, que sempre estiveram mudando suas definições de o que é aceitável como arte e o que não é, dando origem à todas as escolas de arte (renascença, barroco, arcadismo, rococó, neoclássico, etc.

Mas então surge a pergunta: qual é a nova forma da arte? E a resposta é uma simples palavra: Design. Hoje em dia é tudo na base da tecnologia, na base do automático e do rápido, por isso que temos todos estes programas que nos permite fazer mil e uma coisas com apenas um clique. Os jovens artistas de hoje não estão em suas casas rabiscando em papéis, eles estão em seus computadores rabiscando pelo mouse. Isto que é a nova cara da arte! Não é à toa que o design possui diversas variações: Design gráfico, design de interiores, design de produto, design de jogos, etc.

Antigamente, a ideia de “design”, era para desenvolver um produto e aplicá-lo ao dia-a-dia. Peguemos de exemplo a mesa: antes, a mesa tinha o objetivo de apoiar objetos e ponto; agora, a mesa não só possui a sua finalidade original, apoiar objetos, mas ela também vem em várias cores, tamanhos e formas. Isto é a arte que hoje chamamos de design, com possibilidades infinitas de poder misturar imagens, formas e objetos entre si e formar algo completamente novo: esta é a nova cara da arte.


Vitor dos Santos Barbeira; estudante de design gráfico na barão de mauá em ribeirão preto, ex estudante de artes visuais no centro universitário de belas artes de são paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo vertical Degêcast

Inscreva-se em nossa newsletter

Cadastre-se em nossa lista de e-mails para receber notícias, dicas e atualizações semanais sobre design, comunicação e tecnologia.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Obrigado por assinar nossa newsletter! :-)

Powered by