16 maio

O que é Tipografia e qual sua importância no design gráfico?


Aos designers é concedida a tarefa de comunicar de forma clara usando elementos textuais ou não-textuais, o que não seria possível sem auxílio da tipografia

ilustração de um alfabeto abstrato com números e símbolos em 3D sobre um fundo amarelo retratando a tipografia e sua importância.
Para retratar a tipografia no design gráfico acima há uma ilustração de um alfabeto abstrato com números e símbolos em 3D sobre um fundo amarelo.

Nós estamos cercados de design. Ele está desde as roupas que usamos, nos eletrônicos que você está utilizando agora e até em livros, revistas e banners que são vistos frequentemente por todos. Estes últimos exemplos cabem ao designer gráfico desenvolver.

O design gráfico tem como objetivo passar uma mensagem ordenando de forma estética elementos textuais (texto, frase) e não-textuais (imagens, desenho). E para a comunicação funcionar uma peça fundamental é a tipografia, que no século XV foi criada por um alemão chamado Gutenberg. Para facilitar o processo de impressão ele desenvolveu tipos (letras) móveis de metal.

Com o desenvolvimento da computação gráfica, a tipografia não é mais relacionada só à impressão, com ela agora há uma quantidade incontável de fontes. Mas essa variedade não garante um bom trabalho. É preciso entender pelo menos o mínimo sobre o assunto, já que as mesmas são essenciais na criação de trabalhos atrativos, com visuais envolventes de forma legível, carregam expressões e se caracterizam pela sensação que transmitem. Quando juntas aos outros elementos (cores, imagens e diagramação) é como se tomassem a forma da mensagem do projeto.

Classificação

 As fontes são classificadas de acordo com sua principal característica, sendo: góticas, romanas, grotescas, escriturais e gráficos. As tipografias também variam de acordo com altura, espessura e largura, além das versões em negrito e itálico. Essa arte também pode ser usada na criação de logos, a fonte criada é ligada à identidade visual da marca, sozinha ou com uma imagem, como por exemplo a Coca-Cola, Canon e Google.

A título de curiosidade existe também o lettering, muitas vezes confundido com a tipografia, só que traz uma abordagem mais pessoal às letras, já que são desenhadas para solucionar problemas de design específicos, passam emoções com mais facilidade e por isso são facilmente reconhecidas. Tipografia já foi comentada antes aqui no Degêcast! confere lá
http://www.degecast.com.br/52-brainstorm-tipografia-com-andrea-kulpas/




Publicado por Arthur Catalani, estudante de design gráfico, amante de fotografia, ficção científica, edição e de como podemos nos expressar por meio da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo vertical Degêcast

Inscreva-se em nossa newsletter

Cadastre-se em nossa lista de e-mails para receber notícias, dicas e atualizações semanais sobre design, comunicação e tecnologia.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Obrigado por assinar nossa newsletter! :-)

Powered by