17 nov

#33 [Cá entre Nós] Precificação de projetos: como cobrar em design?

Vitrine do episódio 33 cá entre nós do Degêcast sobre precificação com o logo do quadro e um carrinho de pastelPrecificação da sua hora de trabalho

Precificação é uma das dúvidas mais comuns entre os freelancers, ou profissionais autônomos. Colocar preço na produção é com certeza uma tarefa complexa por vários motivos. Muito disso acontece porque não temos uma educação financeira adequada. A realidade do brasileiro quanto a ser freelancer surge da necessidade e não como uma escolha prioritária. No ano de 2015, cerca de 30% dos brasileiros desempregados se tornaram freelancers para controlar o orçamento.

Todavia, para obter o valor da sua hora trabalhada é necessário saber se seus valores são compatíveis com o mercado. Dissolva os custos de equipamentos, softwares, gastos com habitação, energia, entre outros. Um erro bastante comum dos freelas iniciantes é fazer a precificação apenas do custo da mão de obra e deixar de lado esses outros gastos. Ou mesmo não incluir no cálculo custos básicos, como aluguel e taxas administrativas.

Além disso, é importante refletir sobre o tipo de cliente que você está atendendo. Ao cobrar um trabalho é importante levar em consideração quem é o seu cliente, a verba disponível que esse cliente tem para esse trabalho, o tipo de trabalho que você irá executar, o quantidade de modificações e principalmente o prazo de realização.

É certo que você precisa cobrar um valor que seja justo pra você. Mas e se seu cliente for alguém que acabou de começar uma startup? Ou mesmo outro profissional autônomo? Esse cliente ainda não tem dinheiro girando na empresa e provavelmente está injetando do próprio bolso. E se o seu cliente for o maior comerciante da sua cidade? Esses clientes maiores tem dinheiro para investir em projetos de design, já os menores não.

Lembre-se também de cobrar a mais por projetos desinteressantes. Mas lembre-se também de ser generoso com o cliente que te trouxer o “projeto da sua vida”. Projetos prazerosos são mais fáceis de executar, enquanto os projetos chatos te fazem procrastinar mais. O mesmo é válido para projetos com muitas modificações ou prazos curtíssimos.

Então, como precificar?

Basicamente, para a precificação da sua hora de trabalho,  a conta é feita de trás pra frente, com perguntas simples: “Quanto quero ganhar por mês?”, seguida de “Quantos dias quero trabalhar por semana?” e “Quantas horas quero trabalhar por dia?”.

Em seguida precisamos estabelecer como cobrar. A fórmula Degêcast leva em consideração os seguinte custos:

  • Despesas: tudo aquilo que você gasta, como internet, telefone, aluguel, taxas de condomínio, água, gás,  etc.
  • Custos: equipamentos, softwares, atualizações, banco de imagens, etc.
  • Taxas e Lucro: quantidade que você estabelecerá como lucro, entre 10% a 15%, taxas administrativas, prospecção, margens de segurança, etc.

Após responder a essas três perguntas e definir suas despesas, custos e taxas, começaremos a estabelecer os valores da sua hora trabalhada e posteriormente quanto você deve cobrar por um projeto. A conta é bem simples veja o cálculo:

Imagem explicativa sobre precificação com três círculos de cores e tamanhos diferentes. Texto explicativo "O que devo cobrar?". Constam em cada círculo uma palavra chave seguido de descrição relacionada a palavra chave

Imagem representativa de como calcular a hora de trabalho de um freelancer. Imagem explicativa sobre precificação com três círculos de cores e tamanhos diferentes. Texto explicativo "Como calcular sua hora de trabalho?". Constam em cada círculo uma palavra chave seguido de descrição relacionada à palavra chave e logo do programa.

Imagem representativa de como calcular o valor de um projeto. Imagem explicativa sobre precificação com três círculos de cores e tamanhos diferentes. Texto explicativo " Como calcular o valor de um projeto?".

Independente das inúmeras possibilidades, ambos os formatos te garantem o mínimo que deve ser cobrado em um freela. E para aqueles que acharam complicado o cálculo a boa notícia é que existem calculadoras online que fazem isso por você!

E no episódio de hoje:

E no Cá entre nós de hoje, o Alberto G. P. Oliveira e Tatiana Bagdonas contaram como precificar seus projetos de design. Sabe aquela dúvida cruel de como colocar valor no seu trabalho? Agora é a hora de sanar todas elas e aprender de uma vez por todas como ser justo com você e com os seus clientes. Além disso, eles falaram sobre:

  • Tabela da Adegraf: quais os problemas e onde eles acertam?
  • Ser justo consigo ou com seu cliente? Seja justo com os dois!
  • Calculadoras online: as mais legais encontradas nas interwebs
  • Dicas facilitadoras para freelas espertos

Links importantes sobre precificação e vida de freela:

Dicas dos degês!

Créditos

Trilha sonora:
– Dixie Doll, por Stephen Baird
– Driving in my car, por Fedor Alekseev

Mande comentários, sugestões, críticas e opiniões para degecast@gmail.com
Visite nosso sitehttp://degecast.com.br
Curta a página do Degêcast no Facebook
Siga@degecast no Twitter
Compartilhe esse episódio com alguém que poderá gostar do tema!

Degêcast, abreviação abrasileirada de Design Gráfico, é um podcast desenvolvido por estudantes e professores do curso de Design Gráfico do Centro Universitário Barão de Mauá, em Ribeirão Preto – SP.

Assine o Degêcast no seu celular ou no iTunes pelos links abaixo, dê play no reprodutor para ouvir agora ou faça download do arquivo mp3 e escute offline no seu celular ou computador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo vertical Degêcast

Inscreva-se em nossa newsletter

Cadastre-se em nossa lista de e-mails para receber notícias, dicas e atualizações semanais sobre design, comunicação e tecnologia.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Obrigado por assinar nossa newsletter! :-)

Powered by