29 jun

#30 – Ilustração e autodidatismo com Anebarone

Vitrine do episódio 30, com ilustração da designer autodidata Ane Barone mesclada com o logo do Degêcast As faculdades tem a função de proporcionar maiores oportunidades no mercado de trabalho. Você tem a sensação de que ela não é suficiente? Qual o melhor caminho: graduação, cursos livres ou a internet basta? Quais as possibilidades para designers no mercado de ilustração, games, editorial? Já pesquisou sobre a área e se sentiu ainda mais confuso? Esses questionamentos complexos não possuem uma saída rápida ou uma solução milagrosa, mas existem informações que podem te ajudar.

Quer saber a resposta para essas perguntas? Então escute o Degêcast dessa semana, que foi com a brand new ilustradora Anebarone, apaixonada por games e produtora de conteúdo para internet. Ela trouxe pra gente um pouco da sua experiência como ilustradora, suas concepções sobre a graduação e sobre as necessidades da área, além de dicas imperdíveis! Aperta logo o play e confira tudo o que rolou!

Recadinho do coração: estamos entrando de férias \o/ e voltaremos em agosto com muitas novidades. Por isso, assine nossa newsletter e receba nossas atualizações fresquinhas em sua caixa de e-mail.

OBS.: O arquivo de áudio estava com um probleminha (ruído que parecia um vendaval enquanto o Alberto falava) e foi atualizado em 30/06/2017, 16h25. Pedimos desculpas por isso! Se você quiser escutar, agora com o áudio límpido, é só dar o play novamente!

Leia mais

27 jun

Discurso de ódio e intolerância nas redes sociais

Como as redes sociais estão ajudando a disseminar o discurso de ódio
Foto de casal em rede social com comentários repletos de discurso de ódio

As redes sociais vieram revolucionar as nossas vidas. Passamos grande parte do nosso dia verificando postagens, seja de amigos e familiares, de empresas ou mesmo de nosso ambiente de trabalho, à procura de novos produtos e oportunidades e de notícias “frescas”. As redes sociais utilizam mídias digitais para compartilhar conteúdo para que outras tantas pessoas possam ver e comentar sobre determinado assunto. Desta forma, criou-se uma ideia de que “na internet tudo pode”. Pode-se falar sobre qualquer assunto, sem prejuízo próprio. É um ambiente fértil para os discursos de ódio. Muitos ainda confundem discurso de ódio com liberdade de expressão e acabam esquecendo do princípio fundamental, que é não ferir o próximo, seja física ou moralmente.

Leia mais

13 jun

Snapchat: a rede instantânea e divertida

Rede social ganhou popularidade por sumir com publicações dos usuários em um dia

Pasta com aplicativos de redes sociais para smartphones. O ícone do Snapchat se repete nos apps do Facebook, Instagram e WhatsApp

O Snapchat, popularmente conhecido como Snap, é uma rede social que vem ganhando muito destaque entre jovens, grandes marcas e celebridades.

Com uma proposta inovadora, pelo menos até há algum tempo, o Snapchat ganhou popularidade rapidamente. Esta rede social permite que você poste fotos com um tempo determinado (1 a 10 segundos), que podem ser enviadas apenas para uma pessoa e que depois de abertas são deletadas do app e do servidor.

Essa ideia começou com Reggie Brown na Universidade de Stanford. A proposta era enviar fotos para garotas sem medo de vazarem na rede e com a ajuda de Evan Spiegel e Bobby Murphy essa ideia tornou-se o Snap.

Com filtros de cachorro, flores, arco-íris, câmera lenta e reversa, não é surpresa que o app esteja na lista dos top 10 downloads na App Store da Apple. Uma plataforma assim inovadora chamou a atenção dos jovens, que estão utilizando-a como nunca. Mas nem sempre foi assim. O Snapchat alcançou seu auge em 2015, com os filtros diversificados e uma opção de chat, facilitando a comunicação entre seus usuários.

O app tem um modo história, que deixa suas fotos ou vídeos expostos para todos da sua lista de amigos durante o período de um dia (My Story). Essa função chamou a atenção de celebridades, que podiam mostrar seu dia a dia quase em tempo real por meio de vídeos e fotos.

Com essa forte visibilidade oferecida por celebridades, a indústria identificou um potencial a ser explorado no app. A próxima atualização do Snap foi incluir uma espécie de mural online onde várias marcas (canais de TV, revistas, etc.) podem divulgar suas principais notícias, aumentando sua audiência.

Recentemente o Facebook tentou comprar o Snapchat, porém não teve sucesso. Por vingança – ou razões que não sabemos – eles plagiaram a ideia do My Story em todas as suas plataformas, provocando uma overdose nos usuários, que logo fizeram vários memes com a situação.

Em linhas gerais, o Snap é uma rede social nova constituída por imagens e vídeos com vida útil de 24 horas, com a intenção de compartilhar momentos rápidos e únicos do dia a dia de seus usuários, disponibilizando recursos diferentes para sua diversão. Se você quer uma plataforma instantânea, divertida e de curta duração, você encontrou o que procurava!

 

Foto de Murillo FernandesMurillo Fernandes

Estudante de Design Gráfico no Centro Universitário Barão de Mauá, viciado em cultura nerd e Marvel.

Este artigo é de responsabilidade de seu autor e não reflete a opinião do veículo.

08 jun

#29 – Big data e audiovisual: o caso Netflix

Vitrine do episódio 29, com imagem sobre big data mesclada com o logo do DegêcastBig data nada mais é do que um grande banco de dados, com muitas e muitas informações coletadas. Esses dados serão analisados, indexados e classificados por robôs, humanos ou pelos dois – no melhor dos cenários. E o que se ganha com isso? Uma ferramenta poderosa para detecção de padrões de comportamento de um determinado público alvo. Dessa forma é possível traçar estratégias e ações mais direcionadas e com maior índice de acerto. Que dados são esses? Como eles são coletados e analisados? E como geram insights para planejamento e tomada de decisões?

No Degêcast #29 recebemos a pesquisadora Claudia de Oliveira para nos explicar um pouco sobre esse termo tão citado ultimamente. Com foco na indústria de produção audiovisual, ela nos trás casos de uso do big data para tomada de decisões na Netflix, desde design da  interface, passando por definição do catálogo até a produção de novos filmes e séries. Tá esperando o quê? Aperta logo esse play e fique por dentro!

Leia mais

Logotipo vertical Degêcast

Inscreva-se em nossa newsletter

Cadastre-se em nossa lista de e-mails para receber notícias, dicas e atualizações semanais sobre design, comunicação e tecnologia.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso! Obrigado por assinar nossa newsletter! :-)

Powered by